ONU convida palestinos e israelenses para retomar as negociações pela paz

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 20 de novembro de 2003 as 11:54, por: cdb

 O Secretário-Geral da ONU, Kofi Annan, pediu a palestinos e israelenses que superem o “período de inércia” e que retomem as negociações. Em mensagem lida durante sessão do Conselho de Segurança, Annan indicou que desde a última reunião nada ocorreu para a retomada do processo de paz na região.

– Ao invés de ações positivas em torno da paz, as últimas semanas foram caracterizadas pela inação e pela espera, com ambas as partes em conflito aguardando que a outra tomasse a iniciativa- disse o Secretário-Geral da ONU.

Kofi Annan exortou mais uma vez a comunidade internacional a assumir suas responsabilidades, conduzindo palestinos e israelenses na direção de uma paz duradoura e credível, ao lembrar o “Roteiro da Paz” elaborado pelo quarteto mediador – EUA, Rússia, União Européia e ONU.

– Como as evidências do passado já demonstraram, o mundo deve compreender que ambas as partes, palestinos e israelenses, não podem alcançar a paz sem o apoio da comunidade internacional-  lembrou Annan.

O embaixador dos EUA na ONU, John Negroponte, exortou também as partes a cumprir com suas obrigações, de acordo com os princípios estabelecidos pelo Quarteto mediador.

-Nós continuamos plenamente empenhados com a visão de dois Estados, Israel e a Palestina, vivendo lado a lado, em paz e segurança, conforme foi delineado pelo presidente George Bush, em 24 de junho de 2003-  afirmou John Negroponte.

O Conselho de Segurança aprovou, na quarta-feira, uma resolução elaborada pela Rússia e co-patrocinada pela Alemanha, China, Chile, França e Grã- Bretanha que endossa o plano de paz para o Oriente Médio e pede que todas as partes envolvidas cumpram o previsto nele.

Uma das propostas é a formação de um Estado palestino até 2005.