OMS e parceiros querem mais esforços contra tuberculose

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 24 de março de 2011 as 03:06, por: cdb

Agência estabelece meta para tratamento e diagnóstico de 1 milhão de pacientes que têm variante multiresistente da doença, entre 2011 e 2015.

Milhões de casos por ano

A Organização Mundial da Saúde, OMS, e os parceiros da agência pediram a líderes mundiais que aumentem seus compromissos na luta contra a tuberculose resistente a medicamentos.

Entre os colaboradores da agência estão o Fundo Global de Combate à Aids, Tuberculose e Malária e a Parceria pelo Fim da Tuberculose. A OMS quer mais financiamento para a meta de diagnosticar e tratar cerca de 1 milhão de pacientes com a tuberculose resistente entre 2011 e 2015.

Avanços

O alerta foi feito para o Dia Mundial de Combate à Tuberculose, neste 24 de março. A diretora-geral da OMS, Margaret Chan, afirmou que enquanto muitos países conseguiram avanços contra a doença, o mundo ainda precisa fazer mais pelas pessoas que necessitam de assistência.

O especialista em Doenças Infecciosas e professor da USP, Olavo Munhoz Leite, falou à Rádio ONU, de São Paulo, sobre a importância de se seguir o tratamento até o final.

“Em geral, quando as pessoas abandonam com um mês, um mês e meio, não é suficiente para você eliminar os bacilos que a pessoa tem no pulmão. Ela volta com o sintoma. Se ela não procurar tratamento, começa a contaminar outras pessoas. Mas esse abandono tem outro fator importantíssimo, que é a chance que os bacilos da tubercolose se tornem resistentes ao medicamento,”explicou.

Segundo a OMS, se nada for feito para tratar casos de tuberculose multiresistente, até 2015, o mundo terá mais de 2 milhões de novos casos.

Em 2009, a tuberculose matou 1,7 milhão de pessoas. Um ano antes, a forma resistente da doença fez 150 mil vítimas fatais.