Olodum se apresenta no Planetário da Gávea

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 11 de outubro de 2001 as 15:17, por: cdb

Sucesso em Salvador, onde está em cartaz há quatro anos, o Bando de Teatro Olodum está de volta ao Rio para uma nova temporada de seu Cabaré da Raça, no Teatro Maria Clara Machado, no Planetário da Gávea, a partir de amanhã. Há dois anos, a trupe liderada pelo diretor Márcio Meirelles esteve na cidade com o espetáculo, que discute o que é ser negro no Brasil.

Não há uma história a ser contada, nem personagens definidos. O elenco, formado por 15 atores negros, canta, dança e debate com o público temas como a suposta ausência de racismo no Brasil. Panfletário? Didático? O diretor Márcio Meirelles diz que sim. Sem problemas. “Se falar dessas coisas é panfleto, assumimos isso logo, e sem culpa. Mas fazemos tudo com humor”, diz o diretor, lembrando que a música também tem papel fundamental nesse teatro de cabaré. “Além das canções feitas para o espetáculo, há duas do Ilê-Ayê, grupo que há muitos anos simboliza o orgulho de ser negro através da poesia”.

PLANETÁRIO da Gávea. Padre Leonel Franca 240, Gávea, tel.: 2274-7722. Qui e sex às 21h, sáb ás 21h e 23h, dom às 20h. R$ 10. Estréia amanhã para o público.

‘Fame’ em versão carioca
Uma versão carioca de Fame, musical de Alan Parker. É assim que o diretor Gilberto Gavronski define Quebra-cabeça, seu novo espetáculo, em cartaz na Casa de Cultura Margarida Rey desde ontem. A peça traça a trajetória de 17 jovens durante um curso de preparação de atores. O texto é uma colagem de poesias de Carlos Drummond de Andrade, Elisa Lucinda, Caio Fernando Abreu, Garcia Lorca e trechos de peças de Nelson Rodrigues, Shakespeare e Peter Weiss. Os dez primeiros que ligarem para 0800-909021, entre 11h30 e meio-dia, ganham dois ingressos para ver a peça hoje.

CASA de Cultura Margarida Rey. Travessa Cristiano Lacorte 54, Copacabana, tel.: 2522-1603. Quarta e quinta-feira, às 21h. Até dia 1º. R$ 8.

Dança mineira
O espetáculo Beijos nos Olhos… na Alma… na Carne, do grupo de dança mineiro 1º Ato, é a atração de hoje da Plataforma Brasileira para os Reencontros Coreográficos Internacionais de Seine-Saint-Denis, em cartaz no Teatro Nelson Rodrigues. O trabalho do coreógrafo Tuca Pinheiro é inspirado na obra de Nelson Rodrigues. Dez bailarinos ocupam o palco e executam movimentos ao som de músicas de Villa-Lobos e Dalva de Oliveira.

TEATRO Nelson Rodrigues. Avenida República do Chile 230, Centro. Às 21h. R$ 10.