Oito Unidades de Saúde de Ribeirão Preto recebem certificado da Rede Amamenta Brasil

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 27 de março de 2012 as 16:37, por: cdb

Ribeirão Preto, 28 de Março de 2012

Oito Unidades de Saúde de Ribeirão Preto recebem certificado da Rede Amamenta Brasil
Entrega dos certificados está marcada para dia 9 de abril, no Salão Nobre da Prefeitura de Ribeirão Preto

 

Foto Carlos Natal

Mães da USF Maria Casagrande junto com a prefeita Dárcy Vera e o vice prefeito Marinho Sampaio na entrega da sala de amamentação daquela unidade

 
O Ministério da Saúde marcou, para o dia 9 de abril, a entrega dos certificados da Rede Amamenta Brasil a oito Unidades de Saúde de Ribeirão Preto. São elas: USF – Unidade de Saúde da Família – Estação do Alto, Avelino Palma, Eugênio Mendes Lopes, Maria Casagrande e Jardim Zara, além das UBS – Unidades Básicas de Saúde Jardim Paiva, Vila Mariana e São José.

A entrega será feita pela técnica do Ministério da Saúde, Amanda Moura, em solenidade agendada para as 10h30, no Salão Nobre da Prefeitura Municipal, no Palácio Rio Branco. “Nesse momento oito unidades receberão certificados, mas outras nove já estão passando pelo processo de monitoramento e, em breve, também receberão os certificados”, explica Márcia Cristina Guerreiro dos Reis, coordenadora do Programa do Núcleo de Aleitamento Materno.

A certificação acontece porque, segundo ela, a rede municipal intensificou ações na atenção básica na promoção e ampliação ao aleitamento materno. ‘Nós estamos realizando o monitoramento mensal dos indicadores do aleitamento materno nas unidades”, explica a enfermeira.

Rede Amamenta – É uma estratégia de promoção, proteção e apoio à prática do aleitamento materno na Atenção Básica, por meio de revisão e supervisão do processo de trabalho interdisciplinar nas Unidades Básicas de Saúde, apoiada nos princípios da educação permanente em saúde, respeitando a visão de mundo dos profissionais e considerando as especificidades locais e regionais. Seu objetivo é contribuir para aumentar os índices de aleitamento materno no País.

Metas – Para receber a certificação, a Unidade Básica deve cumprir os seguintes critérios: garantir a participação de no mínimo 80% da equipe na Oficina de Trabalho em  Aleitamento Materno; monitorar os indicadores de aleitamento materno da sua área de abrangência utilizando o SISVAM web, concretizar pelo menos uma ação pactuada ao final da oficina, construir e implementar fluxograma de atendimento à dupla mãe-bebê no período de amamentação.