Oito seguranças da fazenda de milionário serão ouvidos na terça

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 15 de janeiro de 2007 as 21:24, por: cdb

O delegado titular da 119ª. DP (Rio Bonito), Ademir de Oliveira, vai ouvir nesta terça-feira os oito seguranças da fazenda onde o ex-lavrador vivia com a mulher, a ex-cabeleireira Adriana de Almeida, de 29 anos na tentativa de descobrir a motivação do crime e os assassinos do milionário Renné Senna, de 54 anos, ex-lavrador que ganhou R$ 52 milhões na Mega-Sena em 2005. Nesta segunda-feira, parentes do milionário prestaram depoimento na delegacia.

Os parentes de Renné, os irmãos Miguel, Ângela e Jucimar e a cunhada Penha, chegaram à delegacia por volta do meio-dia. Eles foram acompanhados do advogado Marcus Rangoni, que está cuidando dos interesses da filha do milionário, a vendedora Renata.

Desde a morte de Renné, Renata acusa a viúva de ser a mandante do crime. No entanto, em depoimento na 119ª DP, Renata não apresentou qualquer prova contra Adriana. Na última sexta-feira, depois de prestar depoimento por cerca de seis horas, a ex-cabelereira quase foi linchada pela multidão que cercou a delegacia de Rio Bonito.