Oito pessoas são seqüestradas na Malásia por grupo desconhecido

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 6 de outubro de 2003 as 04:18, por: cdb

Pelo menos oito malaios foram seqüestrados, nesta segunda-feira, por um grupo de desconhecidos em um complexo turístico do estado de Sabá, no Bornéu malaio.

As mesmas fontes disseram que o seqüestro aconteceu de madrugada no centro de diversões ‘Borneo Eco Paradise Eco Farm Resort’, perto da localidade de Lahad Datu, cerca de 300 quilômetros ao sudoeste de Kota Kinabalu, capital de Sabá. Ainda não se tem detalhes do seqüestro, mas as autoridades acreditam que seus autores possam ser criminosos comuns.

O Exército filipino, por sua vez, está em alerta diante da possível presença dos seqüestradores na ilha de Jolo (sul), fronteiriça com o Bornéu malaio, e onde opera o grupo radical islâmico Abu Sayaf.

Em abril de 2000, um comando do Abu Sayaf seqüestrou 21 pessoas, entre elas dez turistas estrangeiros, em um complexo turístico da ilha de Sipadan, também no Bornéu malaio. Depois, os seqüestradores levaram os reféns para Jolo e eles foram sendo libertados após a cobrança de um milionário resgate.