Ocidente: a crise está em casa

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 31 de agosto de 2011 as 14:50, por: cdb

31.08.2011 

Apesar das intenções do Ocidente de falar de uma suposta recuperação econômica, o verdadeiro é que a crise financeira global se encontra ainda em casa, inclusive das próprias previsões dos principais organismos internacionais.

Havana (Prensa Latina) Apesar das intenções do Ocidente de falar de uma suposta recuperação econômica, o verdadeiro é que a crise financeira global se encontra ainda em casa, inclusive das próprias previsões dos principais organismos internacionais.

 

Tanto o Banco Mundial (BM), o Fundo Monetário Internacional (FMI) ou a Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE), consideram que os futuro resultados econômicos estarão a cada vez mais à baixa para o que resta de ano e o próximo.

De acordo com atinadas opiniões de economistas e observadores, os argumentos sobre uma possível recuperação limitam-se a que a velocidade da queda econômica continua.

Para alguns é muito otimista que nos Estados Unidos aumentam as vendas de bens duráveis ou que o ritmo de descenso do produto interno bruto é mais lento, mas o verdadeiro é que nesse próprio país o desemprego aumenta (atualmente é de 9,4 por cento)com 68 bancos declarados em quebra.