O Maracanã vai ficar pequeno

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 8 de junho de 2003 as 08:49, por: cdb

Flamengo e Cruzeiro começam a decidir neste domingo, às 16 horas, no Maracanã, a edição 2003 da Copa do Brasil. O estádio lotado – todos os 74.500 ingressos foram vendidos – será palco para o duelo entre grandes jogadores, como Felipe, Edílson, Alex e Deivid, e dois treinadores que se conhecem muito bem: Nelsinho Baptista e Vanderlei Luxemburgo.

Em 1990, Nelsinho e Luxemburgo comandavam, respectivamente, Novorizontino e Bragantino, que fizeram a surpreendente decisão caipira do Campeonato Paulista. O atual técnico da Raposa levou a melhor, assim como em 1993, quando o Palmeiras derrotou o Corinthians de Nelsinho na final da mesma competição.

Quatro anos depois, o treinador que hoje dirige o Flamengo diminuiu a desvantagem pessoal, levando o Corinthians ao título estadual sobre o São Paulo de Luxemburgo.

– Nunca tivemos um grande contato fora dos campos. No terreno do futebol, é inegável que se trata de um excelente profissional – elogia Nelsinho.

– Sempre travamos grandes duelos táticos. Certamente, este Cruzeiro x Flamengo será mais um deles – afirma Luxemburgo, que corre atrás do primeiro título da Copa do Brasil para pôr no currículo, assim como Nelsinho.

O comandante da Raposa não perde a esportiva ao saber das provocações do atacante Edílson. O Capetinha afirmou que o Cruzeiro vai tremer ao jogar no Maracanã lotado.

– Qualquer jogador gosta de estádio cheio – limitou-se a dizer.

Enquanto Luxemburgo manteve a equipe que lidera o Campeonato Brasileiro, Nelsinho promoveu o retorno do zagueiro Fernando, recuperado de lesão, e trocou o esquema, do 4-4-2 para o 3-5-2. O meia Fábio Baiano, machucado, é o desfalque rubro-negro. O ex-júnior Jonatas é o substituto.

Confrontos

Flamengo e Cruzeiro vão jogar a 56º partida, que começou no dia 23 de setembro de 1923, no empate de 3 a 3 em amistoso realizado em Belo Horizonte. O equilíbrio marca esta história. Os 55 jogos foram válidos por amistosos, Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil, Copa Centenário de Belo Horizonte, Supercopa Libertadores da América, Torneio Hexagonal de Belo Horizonte, Torneio Quadrangular de Belo Horizonte, Torneio Quadrangular de Varginha e Torneio Roberto Gomes Pedrosa. O rubro-negro venceu 19, empatou 18 e o adversário somou 18 vitórias. Form 73 gols pró e 72 contra.

Pela Copa do Brasil esta será o 5º jogo: em 96 vitória rubro-negra por 1 a 0, no Mineirão e empate ( 1 a 1) no Maracanã. Em 96 empates de 1 a 1 no Maracanã e 0 a 0 no Mineirão. No último jogo, pelo Campeonato Brasileiro de 2002, no Maracanã, empate de 1 a 1.
As maiores goleadas da história uma para cada lado: 5 a 1 para nós em amistoso no dia 3 de marcó de 1968 no Rio de Janeiro e 6 a 2 para eles, pelo Torneio Quadrangular de Belo Horizonte em 3 de fevereiro de 1966. Esta será a primeira decisão de título dos dois clubes.

FLAMENGO x CRUZEIRO

Data: 8/6/2003 (domingo)
Local: Maracanã, no Rio
Horário: 16h
Árbitro: Carlos Eugênio Simon (Fifa/RS)
Assistentes: José Carlos Oliveira (Fifa/RS) e Altemir Hausmann (RS)

Flamengo
Júlio César, Valdson, Fernando e André Bahia; Luciano, Fabinho, Jonatas, Felipe e Athirson; Jean e Edílson.
Técnico: Nelsinho Baptista

Cruzeiro
Gomes, Maurinho, Edu Dracena, Thiago e Leandro; Augusto Recife, Wendell, Márcio e Alex; Aristizábal e Deivid.
Técnico: Vanderlei Luxemburgo