O Brasil na rota do urânio

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 6 de outubro de 2003 as 12:10, por: cdb

O Brasil começará a produzir industrialmente urânio enriquecido, a ser utilizado como combustível das usinas nucleares de Angra 1 e 2, a partir de meados de 2004. O anúncio será feito logo mais pelo ministro da Ciência e Tecnologia, Roberto Amaral, para quem a produção significará uma economia de US$ 12 milhões a cada 14 meses.

“Nosso objetivo é nos tornarmos auto-suficientes, alimentar Angra 1 e Angra 2 e ainda nos tornarmos exportadores de urânio enriquecido”, afirmou o ministro nesta manhã, durante visita às instalações do Instituto de Matemática Aplicada, na zona Sul da cidade.

O enriquecimento do urânio de forma industrial coloca o país como a sétima nação do mundo a dominar o processo por utracentrifugação para geração de enérgia elétrica.