Novo Hamburgo decreta estado de emergência pela seca

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 14 de janeiro de 2005 as 10:57, por: cdb

 O prefeito de Novo Hamburgo, na região metropolitana de Porto Alegre, Cleonir Bassani, decretou situação de emergência no município por causa da estiagem, que já comprometeu 50% das plantações de milho e cana-de-açúcar e provocou prejuízos na bacia leiteira local.

Segundo o secretário de Agricultura, João Ademir Dias Marques, em apenas um bairro, dos 1.200 hectares plantados com milho e dos 600 hectares de cana-de-açúcar, metade está perdida. A estimativa é de perda total caso não chova em dez dias.

Conforme a direção da Companhia Municipal de Saneamento, ainda não há risco de desabastecimento na cidade. A vistoria no Rio dos Sinos comprovou as denúncias de mortandade de peixes. Pelo menos cinco espécies foram encontradas mortas nas margens do rio.

Novo Hamburgo é o maior município do Estado a encaminhar documentação com pedido de emergência à Defesa Civil até agora. Se o pedido for homologado pela coordenadoria, serão 133 os municípios em situação de emergência no Rio Grande do Sul, desde o dia 27 de dezembro, por causa da seca que começou no norte e noroeste do estado e já castiga todas as regiões gaúchas.