Novela entre ‘Animal’ e Cruzeiro continua com impasse sobre contrato

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 10 de outubro de 2001 as 17:21, por: cdb

A novela envolvendo o atacante Edmundo e o Cruzeiro ainda não chegou ao fim. O advogado do jogador, Luís Roberto Leven Siano, se reuniu com o advogado do clube, Gilvan de Pinho Tavares, mas não chegaram a um acordo sobre a rescisão de contrato do jogador, que foi demitido depois da derrota de 3 a 0 para o Vasco, onde Edmundo perdeu um pênalti.

Os advogados fizeram propostas, mas não houve consenso entre eles. O
advogado de Edmundo já voltou para o Rio de Janeiro e ainda não sabe a data da nova reunião. A diretoria do Cruzeiro não quer pagar o salário do mês determinado em contrato porque consideram que a demissão foi por justa causa.

O Cruzeiro pagava R$ 200 mil mensais para o jogador, sendo metade em salário e a outra metade pelo empréstimo do vínculo contratual, que ele ganhou do Vasco na justiça por não receber salário. Edmundo foi demitido do Cruzeiro após suas declarações à imprensa de que nunca tinha marcado gol no Vasco, e que não pretendia marcar.