Norte-americanos não acreditam na administração da economia de Bush

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 3 de outubro de 2003 as 00:56, por: cdb

Pelo menos 56% dos norte-americanos não acreditam na capacidade do presidente George W. Bush para dirigir a economia dos Estados Unidos, de acordo com uma pesquisa da CBS/New York Times que será publicada nesta sexta-feira.

A mesma pesquisa mostra que 50% dos entrevistados não têm confiança em Bush para gerenciar crises internacionais, contra 45% que continuam apreciando o republicano neste sentido.

A enquete foi divulgada na última quinta-feira à noite no site da rede de TV CBS, algumas horas antes da publicação, na sexta-feira, dos últimos números do desemprego no país, que segundo os analistas terão um comportamento negativo. Em agosto, a taxa de desemprego foi de 6,1% da população ativa e, para setembro, os analistas prevêem uma taxa de 6,2%.

Outros 59% dos americanos avaliam que a situação econômica de seu país é pior do que quando o presidente assumiu o poder, em janeiro de 2001. Além disso, 55% das pessoas consultadas afirmam que as relações com os aliados dos Estados Unidos se deterioraram em relação a janeiro de 2001.

Conforme a pesquisa, nove em cada dez americanos pensam que a guerra continua no Iraque, apesar de o presidente ter anunciado publicamente em 1º de maio passado o fim das operações de grande porte.

Ainda em relação ao país árabe, 59% dos entrevistados não acreditam que o presidente tenha um plano preciso para a reconstrução do Iraque e cerca de dois terços não aprovam que o país desembolse os US$ 87 bilhões pedidos pela Casa Branca para devolver a normalidade a essa Nação.

A pesquisa foi feita entre 28 de setembro e 1º de outubro por telefone com 981 adultos. A margem de erro é de 3% para mais ou para menos.