Nepal declara estado de emergência após distituição do governo

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 1 de fevereiro de 2005 as 05:26, por: cdb

O Rei Gyanendra do Nepal declarou, nesta terça-feira, o estado de emergência no país, depois de destituir o governo liderado pelo primeiro-ministro Sher Bahadur Deuba, a quem acusa de fracassar ao não controlar a insurgência dos guerrilheiros maoístas.

Ele acusou os partidos políticos de “brigar entre eles” em vez de “unir-se ante a proteção da democracia, a soberania nacional e também a infra-estrutura econômica do país”.

-Crianças inocentes foram assassinadas e o governo não conseguiu nenhum resultado importante e efetivo. – acrescentou Gyanendra, assegurando que “a proteção de todos estes elementos da sociedade é responsabilidade da Coroa”.

Gyanendra também anunciou a formação de um novo gabinete sob sua própria liderança e que, “este restaurará a paz e a democracia efetiva neste país dentro dos próximos três anos”.

Desde que os maoístas iniciaram em 1996 seu levante armado para derrubar a monarquia e instituir um regime republicano comunista, por volta de 11.000 pessoas morreram pela violência no país, que vive uma profunda crise econômica devido aos problemas de segurança e a incerteza política.