Nelson Jobim diz que PMDB está paralisado

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 26 de fevereiro de 2007 as 20:32, por: cdb

O candidato à presidência do PMDB, ministro Nelson Jobim, disse nesta segunda-feira que o partido, presidido por Michel Temer, está parado há cinco anos e necessita de modernização.

– Espero encontrar o partido no voto no dia 11 para a modernização. Vamos à tentativa de demonstração do futuro e não ao prosseguimento de cinco anos de paralisação -, disse Jobim em discurso a representantes do partido.

Jobim afirmou que nos últimos cinco anos (período da presidência de Temer), o PMDB não construiu um objetivo nacional e que o partido continuou sendo uma confederação de partidos regionais.

– Quero buscar a unidade do partido através de programas que tenham consequências, de desenhos que não sejam retóricas, mas que sejam efetivamente ações políticas que resolvam problemas imediatos do país -, afirmou.

O ex-governador do Rio de Janeiro, Anthony Garotinho, defendeu Michel Temer das acusações de Jobim. Garotinho lembrou que a candidatura de Jobim é apoiada por peemedebistas governistas como Renan Calheiros e José Sarney, que foram contra a sua candidatura à presidência.

– Gostei muito do seu discurso. Se não fosse vacinado até votaria no senhor, mas aqueles que estão com a candidatura do senhor são os que não queriam projeto e a democratização do PMDB. O seu discurso é empolgante mas ainda sou adepto do ditado ‘diga-me com que anda que te direis quem és’ -, ironizou Garotinho.