Negro sofre ataque de racistas na Alemanha

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 17 de abril de 2006 as 10:55, por: cdb

Um alemão de origem africana, de 37 anos, foi internado em estado grave depois de ser espancado em um ataque racista, disse a polícia na cidade de Potsdam, no leste do país, nesta segunda-feira. A vítima, que segundo a polícia tem pele escura, foi atacada às 4h (horário local) em uma rua no centro de Potsdam no domingo, e foi espancado quase até a morte, disse a polícia.

Autoridades na cidade a oeste de Berlim disseram que procuravam dois agressores por tentativa de homicídio.

– Racismo foi o motivo do ataque – disse um porta-voz da polícia de Potsdam.

Cerca de cem pessoas foram mortas em uma onda de violência de extrema-direita que se seguiu à unificação alemã em 1990, dirigida a estrangeiros de pele escura. Ataques do gênero costumam ocorrer na antiga Alemanha oriental. Um dos primeiros aconteceu semanas depois da unificação em 1990, quando um grupo de 40 pessoas caçou o refugiado angolano Antonio Amadeu por Eberswald, cidade ao norte de Berlim. Ele morreu de seus ferimentos 11 dias depois.

Esse método foi copiado por outros neonazistas em uma série de ataques similares contra estrangeiros por toda a Alemanha.