Nave Progresso M-58 parte rumo à estação espacial

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 23 de outubro de 2006 as 13:37, por: cdb

A Rússia lançou, nesta segunda-feira, um foguete Soyuz-U com a nave Progress M-58, que transporta 2,5 toneladas de carga de produtos essenciais para a Estação Espacial Internacional (ISS), informou o Centro de Controle de Vôos Espaciais (CCVE) da Rússia. O Soyuz-U levantou vôo às 17h41 (10h41 em Brasília) da base de Baikonur, na república do Cazaquistão, na Ásia Central. O lançamento foi bem-sucedido, disse um porta-voz do CCVE à agência russa de notícias Interfax.

O Progress M-58 é o terceiro cargueiro com destino à ISS neste ano. A nave transporta combustível, oxigênio, água e instrumentos para experimentos científicos. Além disso, leva alimentos e artigos de uso pessoal e presentes para a 14ª tripulação, a ISS-14, integrada pelo americano Michael López-Alegria, o russo Mikhail Tyurin e o alemão Thomas Reiter, da Agência Espacial Européia. Uma vez separada do foguete portador, nove minutos mais tarde e a 200 quilômetros de altura, a Progress M-58 começou seu vôo automático até a ISS. A viagem durará três dias, num regime de vôo que em algumas ocasiões o CCVE utiliza com os cargueiros russos para economizar combustível, explicou o porta-voz.

Segundo o programa de vôo, a Progress M-58 deverá acoplar-se automaticamente ao módulo russo Zvezda da ISS na próxima quinta-feira às 11h28 de Brasília. Entre as reposições necessárias a bordo, na Progress há peças de substituição para reparar o sistema russo Elektron, um dos três destinados para a geração de oxigênio e que falhou nos últimos meses. A nave russa também transporta 250 quilos de alimentos, sendo 14 de legumes e frutas frescas – incluindo maçãs, laranjas e limões, dois quilos de cebola e outro de alho -, a pedido da ISS-14, que expressou sua predileção por estas hortaliças.

Em contêineres separados, López-Alegria, Tyurin e Reiter receberão cartas de seus parentes, além de filmes, livros e gravações com música e sons da natureza. Entre os filmes os cosmonautas poderão ver comédias francesas, a segunda parte da saga Piratas do Caribe e o Código da Vinci.