Na primeira agenda pública, ministra da Cultura visita Complexo do Alemão

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 10 de janeiro de 2011 as 13:05, por: cdb

Rio de Janeiro – Em sua primeira agenda pública desde que tomou posse, há dez dias, a ministra da Cultura, Ana de Hollanda, visitou hoje (10) projetos culturais no Complexo do Alemão, na zona norte do Rio de Janeiro. Durante a visita, a ministra assinou o convênio para a criação do segundo Ponto de Cultura na comunidade.

O Complexo do Alemão, que era considerado quartel-general da principal facção criminosa do Rio de Janeiro, foi ocupado pela polícia e pelo Exército no final de novembro do ano passado. “A primeira visita tinha que ser aqui, para que todo o Brasil veja como é possível o cidadão se reafirmar contra todo tipo de dificuldade. E temos que ter Pontos de Cultura aqui, para que o cidadão se fortaleça, se sinta o dono da comunidade. Ele é o dono da comunidade”, disse.

Os Pontos de Cultura são um projeto do Ministério da Cultura, por meio do qual organizações não governamentais de todo o país recebem recursos federais para desenvolver projetos na área. O Ponto de Cultura Oca dos Curumins, que desenvolve projetos culturais e esportivos com crianças da comunidade, vai receber R$ 180 mil nos próximos três anos.

O outro Ponto de Cultura do Alemão, Raízes em Movimento, que desenvolve projetos de pintura com grafite e de leitura, também foi visitado por Ana de Hollanda.

Na visita ao Complexo do Alemão, a ministra também falou sobre o déficit de R$ 500 milhões atribuído a antecessor. Segundo Ana de Hollanda, ainda está sendo feito um levantamento para saber exatamente qual o tamanho desse déficit, e para saber o que são restos a pagar, o que são projetos em andamento e o que é verdadeiramente dívida.

Edição: Juliana Andrade

Leia também:

Ministra da Cultura lamenta censura a livros de Paulo Coelho no Irã Ana de Hollanda diz que brasileiros precisam consumir mais cultura Ministérios serão comandados por mulheres pela primeira vez