NA ITÁLIA, GROSSMAN AFIRMA ESPERAR QUE TALIBÃS RETOMEM DIÁLOGO

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 28 de março de 2012 as 09:29, por: cdb

ROMA, 28 MAR (ANSA) – O enviado especial dos Estados Unidos para o Afeganistão e Paquistão, Marc Grossman, afirmou, após um encontro com o chanceler italiano, Giulio Terzi, que quando os talibãs “estiverem prontos para retomar o diálogo nós também estaremos”.
   
Na Farnesina, Grossman afirmou que “o trabalho dos Estados Unidos é exclusivamente ver nos nossos contatos com o talibã se é possível abrir a porta para os afegãos conversarem entre eles sobre o futuro do país”.
   
De acordo com o funcionário norte-americano, “o nosso único objetivo é abrir a porta do diálogo entre os afegãos”. “O talibã suspendeu o diálogo e agora devem tomar uma decisão. Nós gostaríamos que eles retomassem o diálogo conosco”, acrescentou.
   
Ao responder se a crise econômica levará a uma redução do empenho da comunidade internacional no Afeganistão, Gorssman afirmou que “a questão é como proteger a partir de agora os feitos investidos em vida humana, em dinheiro, em tempo, em esforço”.
   
“É preciso aumentar o envolvimento do setor privado no Afeganistão. É por isso que com países como a Itália buscamos avançar em uma estratégia para vincular as economias da Ásia Central com a Ásia Meridional com o objetivo de criar um desenvolvimento sustentável”, declarou Grossman. (ANSA)