Na França, irmão do atirador de Toulouse é acusado de cumplicidade

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 26 de março de 2012 as 04:27, por: cdb

Renata Giraldi*
Repórter da Agência Brasil

Brasília – O irmão mais velho do atirador de Toulouse, Abdelkader Merah, 29 anos, foi acusado nesse domingo (25) pela Justiça francesa de cumplicidade com Mohamed Merah, 23 anos, nos assassinatos, na colaboração em atos terroristas e em roubo. Mas Abdelkader negou envolvimento tanto nos ataques à escola judaica, quanto contra três militares. No total, sete pessoas morreram, inclusive três crianças.

A defesa de Abdelkader disse que ele condena os atos cometidos por seu irmão Mohamed, morto no último dia 22 em uma ação policial. O irmão do atirador foi ouvido por quatro juízes antiterroristas, no Palácio de Justiça em Paris, capital francesa. Porém, foi declarado que havia indícios suficientes para uma acusação preliminar.

Para os investigadores franceses, Abdelkader é o principal alvo das apurações sobre o caso. De acordo com as autoridades, ele é o responsável por ter levado seu irmão caçula ao islamismo radical. Desde a semana passada, Abdelkader e a mulher estão detidos sob a custódia da Divisão Antiterrorista da Direção Central de Inteligência Interior (cuja sigla em francês DCRI). A mulher de Abdelkader foi liberada ontem, pois não há acusações sobre ela.

Ontem (25), várias pessoas participaram de uma manifestação em homenagem às vítimas do ataque à escola judaica, em Toulouse, com rosas e bandeiras da França. Houve homenagens em Toulouse e Paris. O professor de religião e as três crianças foram mortas a tiros por Mohamed na semana passada.

*Com informações da emissora pública de rádio da França, RFI//Edição: Graça Adjuto