Museu do Amanhã: Rio comemora mais de 100 mil visitantes

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 14 de janeiro de 2016 as 12:46, por: cdb

 

Em A Ciência nos Bastidores do Museu do Amanhã, os cientistas e consultores que ajudaram a elaborar o conteúdo da exposição principal realizam um bate-papo

Por Redação, com ARN – do Rio de Janeiro:

Em menos de um mês, o Museu do Amanhã chegou à marca dos 100 mil visitantes. Com uma média de 4,5 mil pessoas por dia desde a abertura ao público, em 19 de dezembro, o museu, que integra a rede de equipamentos da Prefeitura do Rio, se consolidou rapidamente como novo ponto turístico da cidade, na Praça Mauá. Após o “viradão de inauguração”, quando funcionou durante 32 horas ininterruptas, reunindo 26 mil visitantes, o recorde de visitação foi em 27 de dezembro, com oito mil pessoas.

— É uma marca tão significativa que reforça a vocação cultural da Praça Mauá e da região no entorno que tem extrema relevância para a própria formação da identidade carioca — disse o secretário municipal de Cultura, Marcelo Calero, que recepcionou a visitante número 100 mil, a dona de casa Elizabeth Rodrigues, junto com o presidente da Companhia de Desenvolvimento Urbano do Porto do Rio de Janeiro (Cdurp), Alberto Silva, o secretário municipal de Ciência e Tecnologia, Franklin Coelho; e o diretor de desenvolvimento de público do Museu do Amanhã, Alexandre Fernandes.

Em menos de um mês, o Museu do Amanhã chegou à marca dos 100 mil visitantes
Em menos de um mês, o Museu do Amanhã chegou à marca dos 100 mil visitantes

Até o dia 21 de fevereiro, o Museu do Amanhã e o Museu de Arte do Rio participam o programa Mauá Museu Poente, da Secretaria Municipal de Cultura, que estende o horário de funcionamento dos dois equipamentos culturais. Neste período os museus funcionam entre 12h e 20h, dando oportunidade para que turistas e cariocas possam curtir o pôr-do-sol na Praça Mauá.

Quem quiser visitar os dois museus da praça ganha 20% de desconto com o Bilhete Único dos Museus, que está disponível na bilheteria dos dois locais. Cariocas e moradores da Cidade pagam R$ 8,00 e turistas, R$ 16,00. O Bilhete Único dos Museus pode ser utilizado num prazo de até sete dias corridos.

O público tem novos motivos para ir ao Museu a partir de janeiro. Além da Exposição Principal e das duas exposições temporárias, Perimetral e É permitido permitir, o espaço oferece cinco grandes eventos regulares e gratuitos, para grupos agendados e espontâneos.

No Passeio das Baratas, o público é levado a percorrer o Museu do Amanhã fantasiado como o inseto, que habita a Terra há 300 milhões de anos. A ideia é enxergar o mundo sob a perspectiva de uma das espécies mais antigas e resistentes do planeta – questionando, portanto, a própria ideia de “amanhã”.

As fantasias de baratas foram elaboradas por artesãos da escola de samba Vizinha Faladeira, cujo galpão fica próximo ao museu. O tour, criado pelo coletivo dinamarquês Superflex, foi apresentado no Museu de Ciências de Londres e ganhou roteiro exclusivo para o Museu do Amanhã, com atores também fantasiados conduzindo a visitação.  O passeio acontece aos sábados e domingos, das 14h às 18h. É preciso reservar lugar 30 minutos antes de cada sessão, na recepção do museu. A atividade tem duração de 50 minutos. Recomendado para crianças a partir de 5 anos. Evento gratuito, para visitantes com ingresso de entrada. Não há acesso por fila especial.

Em A Ciência nos Bastidores do Museu do Amanhã, os cientistas e consultores que ajudaram a elaborar o conteúdo da exposição principal realizam um bate-papo informal com o público, apresentando as principais perspectivas para o futuro dentro das áreas de pesquisa abordadas pelo Museu.

São estudiosos das áreas de ciências exatas, humanas e biológicas, ligados a universidades do Brasil e do exterior, que irão desvendar aos visitantes os detalhes e desafios envolvidos no planejamento da exposição. A lista completa dos palestrantes do mês de janeiro e o formulário de inscrição para as palestras já estão disponíveis neste site.

A Ciência nos Bastidores do Museu do Amanhã, às terças e quintas-feiras de janeiro e fevereiro, às 17h30. A inscrição é feita 24 horas antes de cada palestra, por meio de um formulário online disponível neste site. Evento gratuito, que não inclui o ingresso para o Museu do Amanhã. Acesso por fila expressa e sujeito à lotação.

Para quem quiser se aprofundar mais no conteúdo da exposição principal, “Trilhar os Amanhãs” é uma visita mediada pela equipe de Educação do Museu, que apresenta sua conceituação geral e os detalhes de seus cinco grandes módulos: Cosmos, Terra, Antropoceno, Amanhãs e Nós.

A partir do dia 30 deste mês, o Educativo oferece para o público não agendado duas novas atrações. Mauá 360º apresenta uma narrativa sobre a história da cidade do Rio de Janeiro a partir da arquitetura das construções no entorno da Praça Mauá. Finalmente, em É uma nave? É um pássaro? É um avião?, são explorados os aspectos arquitetônicos únicos da construção do Museu, desvendando as várias formas com que o prédio se parece. As duas atrações são conduzidas por educadores do Museu do Amanhã, profissionais de diversas áreas, historiadores, cientistas, arquitetos e museólogos.