Mulheres em alta no mercado de trabalho

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 20 de outubro de 2003 as 19:44, por: cdb

Mulher tem mais oportunidade de trabalho, mas continua recebendo menos. Embora ainda ganhem bem menos do que os homens, elas vêm tendo mais oportunidade de emprego.

Este é o resultado da Relação Anual de Informações Sociais (Rais) de 2002, divulgada nesta semana pelo Ministério do Trabalho. A taxa de crescimento do emprego formal feminino foi de 4,98% no ano passado, enquanto a expansão do número de trabalhadores masculino atingiu 4,02%. A Rais é o resultado de uma declaração anual que todas as empresas do país devem prestar ao governo.

Os dados preliminares de 2002 ficaram estarão disponíveis com todas as informações referentes à realidade do mundo do trabalho no ano passado dentro de alguns dias.

De acordo com os dados já divulgados, fica comprovada a liderança das mulheres nos postos de trabalho criados nos níveis superior incompleto (30,3 mil mulheres contra 11,1 mil homens) e no superior completo (164,4 mil mulheres e 95 mil homens).

A contrapartida é que elas ganham bem menos do que os homens.

A remuneração da mulher em 2002 correspondeu, em média, a 82,3% da remuneração do homem. No nível superior completo a diferença é ainda maior: as mulheres só conseguem receber 58% do salário dos homens.