MST pára ocupações no Brasil

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 4 de novembro de 2002 as 16:50, por: cdb

O MST decisiu adiar as ocupações de terra, numa trégua ao governo Lula, de acordo com o dirigente nacional do movimento, Jaime Amorim. Ele disse que não somente a reforma agrária é importante, mas também a mudança do atual modelo agrícola. Para Amorim, Lula deve inverter a direção do setor que deve ser voltado para o abastecimento interno e privilegiar o pequeno produtor. Esses assuntos estão sendo debatidos em um encontro nacional do MST no assentamento Normandia, em Caruaru, agreste pernambucano, que teve início na manhã de hoje e se encerrará na quarta feira.

A direção nacional do MST e representantes do movimento nos estados participam do encontro, realizado a portas fechadas. Amorim falou como porta-voz do grupo, que discute o posicionamento do MST no governo Lula e suas principais reivindicações. Somente depois de amanhã, os dirigentes – entre eles João Pedro Stedile, Gilmar Mauro e João Paulo -, falarão com a imprensa em uma coletiva para divulgar as conclusões da reunião.