Mozarildo quer investigação sobre transferência de recursos de previdência do servidor para fundos privados em Roraima 

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 1 de março de 2012 as 12:43, por: cdb

O senador Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR) comunicou nesta quinta-feira (1°), ter enviado ofícios ao Ministério Público e ao Tribunal de Contas de Roraima para que seja iniciada investigação sobre a transferência de recursos do Instituto de Previdência de Roraima (Iper) para fundos de rentabilidade privados. Para Mozarildo, a transferência “cheira a maracutaia” e pode trazer prejuízos aos servidores.

– Não é possível que o governador [José de Anchieta Júnior], que está sobrevivendo de duas cassações graças a recursos judiciais, esteja assaltando o dinheiro do servidor – criticou.

O senador leu em Plenário matéria publicada pelo jornal Folha de Boa Vista, que informa a intenção de oposicionistas do Estado de instalar um CPI para investigar o tema. A publicação informa que, de acordo com levantamento feito pelo deputado estadual Flamarion Portela (PTC), entre 2010 e 2012, a Caixa Econômica Federal teria oferecido rendimento 40% maior que o dos fundos privados para onde o dinheiro foi transferido.

Outros problemas levantados pelo deputado Flamarion são as taxas de administração, mais altas no fundo privado, a demora para reaver o valor aplicado e o risco oferecido, já que o capital integralizado é muito menor que o de bancos públicos. O valor total transferido para os fundos privados, segundo a matéria, é de R$ 180 milhões.

 

 

Da Redação / Agência Senado