Movimentos sociais se unem para lançar jornal de âmbito nacional

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 23 de outubro de 2002 as 17:44, por: cdb

A esquerda brasileira prepara-se para ter seu próprio jornal, de
abrangência nacional, apoiado integralmente pelos movimentos populares e sociais do País, entre eles o MST. A notícia foi veiculada nesta quarta-feira, na edição semanal de Jornalistas & Cia.
Será um jornal semanal, com 24 páginas, 100 mil exemplares de tiragem e circulação nacional. Seguirá um modelo de gestão praticamente inédito em termos de Brasil com a criação de um Comitê Editorial (10 a 12 pessoas), representando os movimentos e forças sociais que dão suporte ao projeto, de um Conselho Político (aproximadamente 80 participantes dos mais diferentes setores), encarregado de avaliar e orientar a linha editorial, e de Comitês de Apoiadores, espalhados por todo o País, com a missão de fortalecer a obtenção de recursos, estimular a participação de colaboradores e viabilizar a distribuição local. O lançamento da edição zero está previsto para o final de janeiro, durante o Fórum Social Mundial, em Porto Alegre, mas a chegada definitiva ao mercado, em edições regulares, só ocorrerá na primeira semana de março, com lançamentos em todas as capitais. O nome já está escolhido – Brasil de Fato – e o editor-chefe também – José Arbex Jr (arbex@uol.com.br), colega com passagens por importantes veículos de comunicação do País, atualmente integrando a equipe de editores da revista Caros Amigos, e a quem caberá a montagem da equipe tanto de contratados quanto de colaboradores. Uma das editoras também já acertou com o jornal: Áurea Lopes (ex-DCI e Plano Editorial), que vinha participando também do planejamento do projeto.
Brasil de Fato terá formato tablóide e as seguintes editorias: Nacional (política brasileira e economia); Internacional (política e economia); Cultura e Esporte (nacional e internacional).
Um dos principais articuladores do projeto é João Pedro Stédile, coordenador do MST. O projeto tem como objetivos: expressar uma visão de esquerda sobre os fatos e a realidade brasileira, e uma visão de solidariedade internacional entre os povos; ser plural nas idéias mas comprometido profundamente com os interesses de transformação social do povo brasileiro; servir de subsídio, com informação e reflexão para toda militância social do país; estimular as lutas sociais, os movimentos de massa e o engajamento político dos leitores; e promover permanentemente os valores humanistas e socialistas. O projeto editorial e o desenvolvimento do jornal terão como referências permanentes o projeto político expresso na idéia de um Projeto Popular para o Brasil, documento que elenca as prioridades de atuação política, pela ótica dos movimentos sociais e populares. Quem quiser colaborar com a construção do Brasil de Fato poderá fazê-lo através de depósito no Banco Bradesco, agência 2716, Conta Corrente número 6776-8 (criada especificamente para este fim), em nome da Editora Expressão Popular. O comprovante de depósito deve ser enviado por fax para a Kamila através do número 11-3361.3866, ou pelo e-mail
brasildefato@cidadania.org.br