Mossul: milícias do Iraque reúnem tropas para cortar rota de suprimento

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 21 de novembro de 2016 as 12:02, por: cdb

Interditar a estrada ocidental para Tal Afar isolaria a cidade de Mossul, que já está cercada pelo governo do Iraque e por forças curdas peshmerga no norte, sul e leste

Por Redação, com Reuters – de Bagdá:

Milícias xiitas do Iraque estavam reunindo tropas nesta segunda-feira para cortar as rotas de suprimento remanescentes para Mossul, último grande bastião do Estado Islâmico no país, ao se aproximarem da estrada que liga as partes síria e iraquiana do autodeclarado “califado” dos militantes.

Membros da organização xiita Badr vistos na estrada ocidental para Tal Afar
Membros da organização xiita Badr vistos na estrada ocidental para Tal Afar

Seis semanas após o início da ofensiva iraquiana apoiada pelos Estados Unidos contra Mossul. O Estado Islâmico está lutando na área de Tal Afar, 60 quilômetros ao oeste. Contra uma coalizão de grupos patrocinados pelo Irã conhecida como Mobilização Popular.

Interditar a estrada ocidental para Tal Afar isolaria a cidade de Mossul. Já está cercada pelo governo do Iraque e por forças curdas peshmerga no norte, sul e leste.

A unidade governamental Serviço de Contraterrorismo, treinada pelos EUA, rompeu as defesas do Estado Islâmico no final de outubro. E está empenhada em ampliar a presença que estabeleceu no lado leste de Mossul.

A estrada para Tal Afar não é mais segura, disse um motorista de caminhão que a usou dois dias atrás para levar frutas e vegetais a Raqqa, o baluarte dos extremistas em solo sírio.

Confronto

Ele contou ter visto três caminhões em chamas na estrada enquanto combates transcorriam nas imediações. “Essa é a última vez em que dirijo nesta estrada, ela será cortada”. Disse ele à agência inglesa de notícias Reuters por telefone.

Pedindo para não ser identificado porque os insurgentes punem com a morte aqueles que são pegos se comunicando com o mundo exterior.

No final de semana. Um porta-voz da Mobilização Popular disse que suas forças já estavam avançando para a rodovia principal como parte das operações para isolar Mossul.

Um repórter da Reuters no local disse que a coalizão está reunindo soldados para finalizar o cerco a Tal Afar.

A Força Aérea iraquiana, que auxilia a Mobilização Popular em sua luta perto de Tal Afar. Realizou ataques aéreos que mataram 15 insurgentes. Incluindo um grupo que se escondia em um túnel perto da base aérea de Tal Afar. De acordo com um comunicado militar publicado na noite de domingo.

A campanha para capturar Mossul começou em 17 de outubro, com apoio terrestre e aéreo de uma coalizão liderada pelos EUA.

A Mobilização Popular se uniu à ofensiva no final do mesmo mês, atacando Tal Afar e tomando a base aérea situada logo ao sul da cidade no dia 16 de novembro.

A ofensiva sobre Tal Afar poderia atrair a Turquia. Teme que o Irã tome a cidade habitada sobretudo por turcomenos étnicos, sunitas e xiitas, e que se localiza perto das fronteiras síria e turca.

O presidente turco, Tayyip Erdogan, disse que Ancara irá reagir se as milícias “causarem terror” em Tal Afar.