Morte de José Alencar comove o Senado 

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 29 de março de 2011 as 14:20, por: cdb

O anúncio da morte do ex-vice-presidente da República, José Alencar, comoveu os senadores, que participavam de sessão de homenagem ao ex-senador e ex-governador de São Paulo Mário Covas, morto há 10 anos. Durante a sessão desta terça-feira (29), o presidente do Senado, José Sarney, comunicou ao Plenário – “com grande pesar e emoção” – o falecimento de José Alencar, aos 79 anos, no início da tarde desta terça-feira (29), em São Paulo.

– Ele foi um grande brasileiro, prestou grandes serviços à nossa pátria – disse Sarney.

Leia mais

José Alencar lutava contra o câncer desde 1997

Os parlamentares passaram então a render homenagem também ao ex-vice presidente, que desde 1997 lutava contra um câncer.

Pedro Simon (PMDB-RS), Marcelo Crivella (PRB-RJ), Paulo Paim (PT-RS), Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), Wilson Santiago (PMDB-PB) e Paulo Davim (PV-RN), entre outros, manifestaram pesar pela morte de José Alencar.

– José Alencar era uma figura franca, que dizia as coisas que deviam ser ditas – afirmou Simon, lembrando sua amizade com José Alencar e o apreço do povo brasileiro pelo ex-vice.

O senador Paulo Paim (PT-RS) lembrou a luta de Mario Covas pela liberdade e pela democracia e sua atuação como constituinte em 1988. Conforme o senador gaúcho, Covas liderou o bloco progressista e foi um dos principais responsáveis por avanços no plano social estabelecidos na atual Constituição.

Ainda nesta terça, o Plenário do Senado votará requerimentos de pesar pela morte do ex-vice-presidente, que também ocupou uma cadeira no Senado de 1999 a 2003.

Da Redação / Agência Senado