Morre Stuart Rosenberg, diretor de “Horror em Amityville”

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 19 de março de 2007 as 21:43, por: cdb

O diretor do filme Stuart Rosenberg, responsável por filmes como “Horror em Amityville” e pela série de televisão “Os intocáveis”, morreu aos 79 anos, em sua casa de Beverly Hills. A causa da morte foi um ataque de coração, disse nesta segunda-feira seu filho Benjamin, que informou que a morte do cineasta aconteceu na quinta-feira.

Rosenberg nasceu no Brooklyn, em Nova York, em 1927, e começou a dirigir séries de televisão na década de 50. A primeira delas foi Decoy, na qual a atriz Beverly Garland interpretava uma policial.

Outras de suas séries mais conhecidas foram Alfred Hitchcock presents e “Além da imaginação”. Em 1963, Rosenberg obteve um prêmio Emmy por um episódio de The defenders.

O filme “Rebeldia indomável”, de 1967, que trazia Paul Newman e George Kennedy no elenco, refletia a vida de um prisioneiro rebelde em uma prisão no sul dos Estados Unidos.

Foi o primeiro longa de Rosenberg, com o qual concorreu ao Oscar em quatro categorias.

A única estatueta do filme foi conquistada por Kennedy, na categoria de Melhor Ator Coadjuvante.

Após este filme, Rosenberg dirigiu Jack Lemmon e Catherine Deneuve em “Um dia em duas vidas” e, posteriormente, realizou “A sala dos espelhos”, “Meu nome é Jim Kane” e “A piscina mortal”, nos quais voltou a trabalhar com Newman. Rosenberg também trabalhou com Robert Redford, que participou, em 1980, do filme Brubaker.

O diretor também foi responsável por um marco no cinema de horror, com “Horror em Amityville” (1979), um de seus maiores sucessos comerciais.

Seu último filme foi My heroes have always been cowboys, que estreou em 1991.