Mocidade Independente entra na luta contra o diabetes

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 5 de janeiro de 2006 as 19:28, por: cdb

 “Quem não gosta de Samba, bom sujeito não é, ou é ruim da cabeça ou doente do pé “. Esta máxima tem tudo a ver com o carnaval carioca e o Ano Internacional do Pé Diabético.  A Escola de Samba Mocidade Independente de Padre Miguel, que em seu enredo trará o tema Qualidade de Vida, acaba de fechar parceria com a Associação Carioca dos Diabéticos, a ACD, a mais antiga do Rio de Janeiro, para levar  à avenida o cuidado com os pés. Segundo o cirurgião vascular Jackson Caiafa, presidente da ACD e um dos representantes do corpo médico da Mocidade, qualidade de vida é essencial para o ser humano, e para que as pessoas se divertirem no carnaval, os pés devem estar bem cuidados.

– No carnaval a Qualidade de Vida começa pelos pés. Temos que tratá-los muito bem para sambar bastante os quatro dias. Eles, junto com o coração, são nossos maiores aliados. Saúde e alegria não têm preço – diz Caiafa, que é o responsável pela montagem das tendas que farão atendimento aos componentes da Escola no ensaio técnico desta sexta 06/01, às 19 hs na Sapucaí e todos os sábados na quadra da Mocidade em Padre Miguel. Uma estrutura com profissionais de enfermagem, podólogos e reflexologistas será montada nesta sexta-feira, dia 6, a partir das 19 hs na Marquês de Sapucaí, abrindo o primeiro ensaio técnico da Mocidade. Ritimistas, passistas e integrantes da escola terão os pés examinados e receberão orientações e massagens, além de instruções técnicas para ver como podem se prevenir do diabetes, uma das maiores causas de amputações no país. E quem for à quadra da Mocidade qualquer sábado, a partir do dia 7,das 23 hs, poderá ter acesso aos profissionais da ACD que estarão disponibilizados para atendimentos e distribuição de panfletos com dicas de cuidados com os pés.

           Jackson Caiafa conta que, principalmente este ano, em que sociedades médicas estão voltadas para os pés diabéticos, a iniciativa da Mocidade em falar de qualidade de vida e ter como uma das preocupações os pés, é oportuno, já que na época do carnaval, estatísticas mostram que os pés se machucam muito, levando, inclusive, à lesões posteriores.

– Nosso planejamento é confeccionar milhares de leques com instruções de cuidados com os pés e distribuir não só nos ensaios da Mocidade, como na Sapucaí nos dias do carnaval, onde estaremos intensificando nossas ações em camarotes diversos – completa Caiafa.