Mobilidade urbana para os grandes eventos esportivos é destaque em seminário no Rio

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 25 de junho de 2012 as 11:19, por: cdb

Guilherme Jeronymo
Repórter da Agência Brasil

Rio de Janeiro – Empresários e gestores públicos dos setores de transporte e tecnologia da informação (TI) estão reunidos hoje (25) no 3º Seminário de Sistemas Inteligentes de Transportes, na capital fluminense. Eles discutem projetos e tendências do setor ante os megaeventos que ocorrerão no país até 2016, assim como soluções em gestão e tecnologia da informação para mobilidade urbana.

A abertura do evento contou com a presença de Isabel Sales de Melo Lins, diretora de Regulação e Gestão da Secretaria Nacional de Transportes e da Mobilidade Urbana, do Ministério das Cidades. A engenheira apresentou os programas de mobilidade da pasta, contextualizando no âmbito dos grandes projetos, em especial aqueles ligados ao Programa de Aceleração de Crescimento (PAC, PAC 2 e PAC da Copa do Mundo).

Segundo ela, é fundamental que, durante a fase de elaboração de projetos, quer pelo Poder Público, quer pela iniciativa privada, sejam observados os princípios da Lei da Mobilidade Urbana (Lei nº12.587/12). “É comum acontecer, quando se faz um projeto, de ter depois de adaptá-lo e ser impossível [fazer as mudanças]. Um exemplo é a Linha Vermelha [via expressa na cidade do Rio de Janeiro] que foi pensada para o transporte particular. Se tivesse sido desenhada em consonância com o transporte público permitiria no futuro, quem sabe até agora, ter faixa exclusiva, em um sistema moderno”, destacou.

O evento ocorre no Centro Empresarial Rio, em Botafogo, zona sul da capital fluminense. O seminário termina amanhã (26), com debates sobre o uso de tecnologias em sistemas de transporte coletivo, corredores de ônibus e soluções sobre trilhos. Apoiam o evento diversas entidades patronais do setor de transportes e empresas das áreas de transportes e TI.

Edição: Juliana Andrade