Miro Teixeira nega divergências com Palocci

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 27 de junho de 2003 as 20:26, por: cdb

O ministro das Comunicações, Miro Teixeira, negou divergências com o ministro da Fazenda, Antonio Palocci, sobre a definição do reajuste das tarifas de telefonia fixa.

– Vamos parar com a tentativa de dizer que há choques. O que há é a repetição do que eu também digo. O que o ministro Palocci falou é o que está escrito na lei – disse o Miro.

O ministro da Comunicações afirmou que o governo vinha buscando um acordo com as empresas, que incluía a proposta de reajuste em duas parcelas, sendo que a primeira não poderia ultrapassar 17%. Segundo o ministro, diante da decisão das empresas de praticarem um aumento superior, não há como considerar que houve acordo.

– Isso é acordo? Conosco, não. O presidente Lula disse: eu não estou nesse acordo.

O ministro disse que o consumidor vai verificar que o reajuste foi ruim para ele quando ler na conta o valor que terá que pagar.

– Isso não foi o melhor para o consumidor. Isto é uma aberração. É um critério de reajustamento que só existe no Brasil – disse Miro.