Miro acha possível revisar contratos sobre tarifas telefônicas

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 3 de julho de 2003 as 11:18, por: cdb

“Ninguém vai rasgar contratos, mas é possível revisá-los legalmente”. A afirmação é do ministro das Comunicações, Miro Teixeira, que participou de audiência pública sobre o aumento das tarifas telefônicas, na Comissão de Defesa do Consumidor, Minorias e Meio Ambiente da Câmara dos Deputados.

O aumento foi definido na última quinta-feira e elevou em até 41,75% a tarifa para assinatura básica de telefone, o que na opinião do ministro revela “uma lógica perversa, que exclui os mais pobres, por isso não podemos mais usar valores como os apurados pelo IGP-DI em cenário de inflação controlada”. O Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna, segundo Miro Teixeira, não será usado para contratos de 2006 a 2026.