Ministro vai negociar com argentinos alíquotas de exportação de trigo

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 15 de outubro de 2003 as 19:52, por: cdb

Na viagem à Argentina, acompanhando o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, mais uma vez vai negociar com o governo argentino a redução das distorções relativas às alíquotas de exportação de farinha de trigo, trigo e pré-mistura de trigo. Nos dois primeiros casos, o governo argentino cobra alíquotas de exportação de 20% e, no último, 5%. Com isso, para os exportadores argentinos, é mais barato exportar a pré-mistura, o que está causando sérios prejuizos aos moinhos brasileiros, já que o produto vem pronto, inclusive com sal, sem necessitar de beneficiamento.

De acordo com Ivan Wedekin, secretário de Política Agrícola do ministério, de abril de 2002, quando os argentinos adotaram essas alíquotas diferenciadas, as exportações totais do setor aumentaram 32%, de 17 mil toneladas para 23 mil toneladas ao mês.

Wedekin disse que o ministro Roberto Rodrigues usará como argumento para convencer os argentinos o fato de o Uruguai já questionar toda a política de exportação do agronégocio argentino.