Ministro suspende licitações para obras em estradas brasileiras

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 4 de janeiro de 2003 as 19:32, por: cdb

O ministro dos Transportes, Anderson Adauto, assinou portaria determinando a suspensão de todas as licitações que tenham por objetivo a realização de obras ou serviços de infra-estrutura de transportes.

Segundo informou há pouco o ministro, em entrevista coletiva à imprensa, a prioridade deste primeiro ano de governo será a revitalização das estradas.

Existem cerca de 60 processos licitatórios em andamento e Anderson Adauto acrescentou que até o final da próxima semana uma equipe técnica decidirá quais das licitações se enquadram na prioridade do governo. Os projetos que tratarem de recuperação das estradas poderão ser mantidos.

“Nossas estradas estão cheias de buracos. Buracos nas estradas matam pessoas. Então, este é um projeto social, que é prioritário. Construção de outros trechos ficará para um outro momento”, afirmou Anderson Adauto, acescentando que os cálculos do ministério apontam uma economia de R$ 5 bilhões com a suspensão dos projetos.

A medida deverá valer por seis meses.