Ministro libanês é assassinado em Beirute

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 21 de novembro de 2006 as 18:58, por: cdb

O ministro da Indústria do Líbano, Pierre Gemayel, que era cristão, foi assassinado a tiros em Beirute nesta terça-feira. De acordo com autoridades libanesas citadas pela agência de notícias Reuters, o comboio em que o ministro viajava foi atingido por um homem armado em Sin El-Fil, região cristã situada no sul da capital do país. Gemayel ainda foi levado às pressas para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos. O pai de Pierre, Amin Gemayel, foi presidente do Líbano, assim como o tio, Bashir.

O primeiro-ministro do Líbano, Fouad Siniora, disse que o assassinato não vai intimidar o país.

– Assassinatos não vão nos assustar. Nós não vamos deixar que criminosos assassinos
controlem nosso destino -, afirmou Siniora, em entrevista à imprensa.

Os Estados Unidos descreveram o assassinato de Pierre Gemayel como “um ato de terrorismo e intimidação”. O presidente americano, George W. Bush, disse que apóia o governo de Sinioura e o esforço do povo libanês de “defender a sua democracia contra tentativas da Síria, do Irã e seus aliados de fomentar a instabilidade e a violência neste importante país”. O primeiro-ministro britânico, Tony Blair, também condenou o assassinato.

A ministra das Relações Exteriores de Israel, Tzipi Livni, disse em uma entrevista coletiva em Londres que é muito cedo para dizer quem está por trás do crime, mas afirmou que o papel negativo da Síria na política do Líbano não é um fato novo.