Ministro quer estimular Estados no combate à violência

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 22 de março de 2011 as 07:35, por: cdb

O Ministério da Justiça vai estimular os governos estaduais a seguir os exemplos do Rio de Janeiro e de Pernambuco no combate à violência e à criminalidade. O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, afirmou nesta terça-feira que os “bons exemplos devem ser seguidos” e que o crime organizado só se consolida com a conivência do Estado. Para Cardozo, é fundamental haver uma ação integrada em todos os níveis de governos – federal, estadual e municipal – para que os efeitos ocorram.

– O crime organizado pressupõe a conivência com o Estado. A corrupção tem de ser combatida com todo vigor. Por isso temos discutido isso com vários governadores. É preciso que as polícias tenham órgãos de corregedoria fortes –, disse Cardoso, em entrevista a 11 rádios no programa Bom Dia, Ministro, produzido pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, em parceria com a EBC Serviços.

Cardozo citou como exemplos bem-sucedidos as políticas públicas das unidades de Polícia Pacificadora (UPPs), do Rio de Janeiro, e o programa Pacto pela Vida, em Pernambuco. No Rio, o governo estadual estabeleceu a ocupação das comunidades com a ajuda de policiais militares, enquanto em Pernambuco o combate à violência tem sido feito de forma regionalizada e com premiações aos policiais que cooperam com as ações.

– As boas experiências têm de ser colocadas em plano nacional –, disse Cardozo, depois do programa Bom Dia, Ministro.

– Esses exemplos têm de ser seguidos e pretendemos apoiar os Estados que pretenderem apoiar seja com mecanismos ou ações integradas.

O ministro ressaltou que, para garantir a eficiência de resultados, é essencial a integração dos serviços de inteligência, das polícias estaduais, da Polícia Federal e das secretarias de Segurança Pública.