Ministro de Comunicação e Gestão Estratégica diz que não deixará o governo

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 14 de outubro de 2003 as 00:36, por: cdb

O ministro de Comunicação e Gestão Estratégica, Luiz Gushiken, afirmou na última segunda-feira que não procedem as especulações de que estaria deixando suas funções no governo.
 
Fazendo do assessor de comunicação do ministério, Maurício Lara, seu porta-voz, Gushiken disse que vai permanecer no governo e que não pretende ir para o exterior, seja para representar o Brasil na Organização das Nações Unidas (ONU), seja para fazer tratamento de saúde.

– As especulações são improcedentes. O ministro jamais cogitou da possibilidade de sair do governo – informou Maurício Lara por telefone, logo depois de conversar com Gushiken.

– Algumas notas especulativas vêm sendo plantadas em jornais desde a semana passada. Mas não há a possibilidade de saída do ministro – disse ainda Lara.

– Ele continuará à frente tanto da área de comunicação quanto da estratégica – afirmou o assessor.

De acordo com informações de funcionários do governo, os setores ambientalistas, que lutam contra a liberação dos transgênicos, estariam magoados com Gushiken, que nessa guerra teria preferido ficar do lado dos que estiveram por trás da assinatura da medida provisória que liberou o plantio de soja geneticamente modificada.

No Palácio do Planalto assessores informaram que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva jamais pensou em fazer a substituição de Gushiken ou mesmo de utilizá-lo em algum cargo no exterior. Como a saúde do ministro é frágil, Lula só aceitaria um eventual pedido de afastamento se fosse convencido de que Gushiken teria de fazer algum tratamento no exterior.