Ministro da Defesa nega desentendimento com Aeronáutica

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 8 de novembro de 2006 as 16:23, por: cdb

O ministro da Defesa, Waldir Pires, negou nesta quarta-feira que tenha havido desentendimentos e mal-estar com o comandante da Aeronáutica, brigadeiro Luiz Carlos da Silva Bueno, por causa da negociação com os controladores de vôo, encabeçada pelo ministério. Segundo Waldir Pires, todas as conversas entre o governo e os profissionais estão sendo acompanhadas de perto pela Força Aérea, organização a qual os controladores estão subordinados.

– Tudo isso foi feito num contato permanente e muito cordial com o comandante da Aeronáutica. Em todo instante, todos os meus contatos foram sempre conversados com o brigadeiro Bueno. Não houve um dia em que eu não tivesse conversado com ele -, afirmou o ministro.

De acordo com ele, o governo está aberto ao diálogo com os controladores de vôo quanto à proposta de “desmilitarizar” a carreira, hoje sob a égide da Aeronáutica.

– Em nenhum instante, eu admiti muito a idéia de desmilitarização, o que eu disse é que há uma grande maioria de lugares no mundo, em que hoje há um controle civil de transporte civil. Esse é um tema a ser eventualmente cogitado -, disse Waldir Pires.

O ministro reafirmou que ficou surpreso com a situação dos controladores de tráfego aéreo, que reclamam de sobrecarga de trabalho, uma vez que não havia sido previamente informado pela Aeronáutica.

– Como ministro de Estado, evidentemente, eu queria solução e, nessa solução, eu contei sempre com a participação do brigadeiro Bueno e todos os nossos passos foram articulados pelo brigadeiro Bueno -, disse.