Ministro alemão da economia propõe redução dos feriados

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 18 de junho de 2003 as 15:40, por: cdb

O ministro da Economia da Alemanha, Wolfgang Clement, afirmou nesta quarta-feira que a redução do grande número de feriados públicos e férias anuais do país serviria para estimular o crescimento da maior economia da Europa.

“Faz sentido ter um debate sobre trabalho e sobre como manter o emprego”, disse ele. Para Clement, reduzir o número de feriados tornaria o mercado de trabalho alemão mais competitivo.

Os comentários do ministro foram mal recebidos pelos alemães, que defendem fortemente seus momentos de descanso, com líderes religiosos e mesmo membros da coalizão governista criticando a sugestão.

A Alemanha tem entre nove e 13 feriados por ano, dependendo do estado, comparado com 11 na França e oito na Grã-Bretanha. A maioria deles é de datas religiosas.

Os alemães tiram em média 30 dias de férias por ano, mais do que qualquer outro países entre os 15 membros da União Européia (UE).

Analistas disseram que o fato de muitos feriados religiosos caírem em finais de semana em 2004 impulsionará o Produto Interno Bruto (PIB) do país em cerca de 0,5 por cento –uma grande fatia da expansão de 1,5 por cento prevista por muitos institutos para o ano que vem.

A estimativa do governo para o crescimento deste ano é de 0,75 por cento, mas economistas vêem uma taxa menor.