Ministra Ellen Gracie é 1ª mulher na Presidência do STF

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 27 de abril de 2006 as 20:05, por: cdb

A ministra Ellen Gracie tornou-se a primeira mulher na história brasileira a ocupar a presidência da mais alta corte do país, o Supremo Tribunal Federal (STF). A cerimônia foi realizada na tarde desta quinta-feira e teve a participação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o procurador-geral da República, Antônio Fernando Souza, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Roberto Busato, os presidentes do Senado, Renan Calheiros, da Câmara, Aldo Rebelo, juristas, governadores, parlamentares e servidores do STF, entre outros.

– Assumirei com todo gosto. Estou disposta a colocar em prática tudo que for eficiente para o país. Vou desempenhar minha função no limite das minhas potencialidades – disse a nova presidente que substitui o ministro Nelson Jobim. No discurso, inclusive, Gracie elogiou o trabalho de seu antecessor. A presidente do STF disse que também vai lutar pelo fim da morosidade da Justiça.

Antes da cerimônia, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva comentou que a relação entre o poder Executivo e o Supremo Tribunal Federal precisa ser de autonomia e respeito.
– Independentemente de quem esteja na presidência, mulher ou homem, a relação é de poderes autônomos, e será uma relação respeitosa – disse Lula.

Também presente à cerimônia, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Roberto Busato, criticou o “comportamento indecoroso de alguns agentes públicos expôs ao desgaste as instituições do Estado”. Segundo Busato, é preciso acabar de vez com a sensação de que o Brasil é o país da impunidade.

Ellen Gracie Northfleet tem especialização em Antropologia Social e foi nomeada para o Supremo em 2000, pelo então presidente Fernando Henrique Cardoso. Ela é formada em Ciências Jurídicas e Sociais pela Faculdade de Direito da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e já integrou o Ministério Público Federal e o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) gaúcho. Também foi presidente do Tribunal Regional Federal (TRF) da 4ª Região no biênio 1997-1999.