Ministra alemã manda novo convite aos EUA

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 9 de março de 2003 as 13:59, por: cdb

A ministra alemã de Justiça, Brigitte Zypries, convidou novamente este domingo, os Estados Unidos a somarem-se ao Tribunal Penal Internacional (TPI) e, com isso, à comunidade de países que acreditam na universalidade dos direitos humanos.

O TPI, cujos estatutos, segundo o Tratado de Roma assinado em 1998, contam até agora 89 assinaturas de países, será inaugurado na terça-feira em Haia e contará com 18 juízes, entre eles a brasileira Sylvia Steiner.

“Mantenho a esperança em que os Estados Unidos reconsiderarão sua posição e se somarão ao TPI”, declarou a ministra, para quem a abertura do tribunal é “o começo e não o final de um processo”.

A Administração de George Bush condicionou seu apoio ao TPI a uma declaração de imunidade para seus cidadãos, o que desatou uma onda de críticas e foi rejeitado pelo resto dos negociações.

Zypries disse que o TPI, primeira corte supranacional que é criada para julgar as violações graves de direitos humanos, constitui um sinal a todos os ditadores e torturadores de que a comunidade mundial leva muito a sério o respeito aos direitos humanos.

“Esse tribunal demonstrará aos ditadores, torturadores e criminosos de guerra que a comunidade internacional está vigilante”, destacou a titular de Justiça em declarações hoje à agência alemã de notícias DPA.

Acrescentou que o TPI oferece, além disso, um sinal inequívoco aos países em desenvolvimento sobre o caminho a seguir e proporcionará ao mundo uma maior consciência de justiça.