Ministério do Esporte cancela bolsa atleta de 140 esportistas de alto rendimento

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 25 de junho de 2012 as 15:40, por: cdb

Da Agência Brasil

Brasília – O Ministério do Esporte suspendeu a bolsa atleta de 140 esportistas de todo o país. A Portaria 153 que comunica a decisão foi publicada hoje (25) no Diário Oficial da União. Segundo o texto, os bolsistas suspensos não assinaram o termo de concessão dentro do prazo legal ou não preencheram os pré-requisitos fixados anualmente pela portaria, referentes ao ano de 2011.

O programa, em vigência desde 2005, beneficia mensalmente esportistas de alto rendimento, garantindo a manutenção das despesas mínimas para que continuem com o treinamento esportivo. A partir desse ano, atletas que já possuem patrocínio individual também podem pleitear recurso do Bolsa Atleta – que varia de R$ 370 a R$ 3.100.

A prioridade desde 2010, segundo o ministério, é investir em atletas que têm potencial para representar o país em uma das 53 modalidades esportivas nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos*, às quais são destinados cerca de 85% do orçamento do programa. Neste ano, 4.243 atletas são beneficiados. Este número representa aumento de mais de 30% sobre 2011.

Para receber o auxílio, os esportistas, enquadrado entre as categorias estudantil, estadual, nacional e internacional, precisam comprovar bom desempenho em competições. Outra portaria também publicada hoje concede a bolsa para 146 atletas que recorreram de indeferimento do Ministério do Esporte.

Edição: Davi Oliveira

*O International Paralympic Committee (Comitê Paralímpico Internacional) pediu ao governo brasileiro que se adequasse a uma convenção internacional sobre o assunto e passasse a usar a grafia paralímpico, em vez de paraolímpico. Com isso, o nome do Comitê Paraolímpico Brasileiro (que tem o mesmo status do Comitê Olímpico Brasileiro – COB) foi alterado para Comitê Paralímpico Brasileiro. A mudança foi feita em novembro de 2011.