Ministério da Agricultura proíbe comércio de crustáceos e peixes de SC

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 25 de janeiro de 2005 as 21:12, por: cdb

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento proibiu, por tempo indeterminado, o comércio para outros estados de crustáceos e peixes cultivados em Santa Catarina. A medida se deve à suspeita de ocorrência de “mancha branca” naquele estado, informou o diretor do Departamento de Defesa Animal (DDA), Jorge Caetano Júnior. A doença afeta o camarão, mas não é nociva ao homem.

De acordo com o diretor, também não podem ser comercializados os produtos e subprodutos de crustáceos e peixes cultivados que não tiverem sido submetidos a tratamentos comprovadamente capazes de tornar o vírus inativo.

– Trata-se de medida preventiva e emergencial para identificar a causa da suspeita da doença – explicou.

O secretário de Defesa Agropecuária, Gabriel Alves Maciel, e o coordenador de Vigilância e Programas Sanitários, Jamil de Souza, viajaram a Santa Catarina para avaliar a suspeita de ocorrência da doença. Amostras de crustáceos e peixes cultivados estão sendo examinadas pelo Laboratório de Referência Animal (Lara) em Porto Alegre (RS), para confirmar ou não a presença do vírus.

As informações são do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento