Mineradora vai indenizar vítimas e pagar R$ 75 milhões em multa

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 19 de janeiro de 2007 as 20:11, por: cdb

A Mineradora Rio Pomba Cataguases assinou, nesta sexta-feira, o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) proposto pelos ministérios públicos e por órgãos ambientais de Minas Gerais e do Rio de Janeiro. A empresa, responsável pela barragem rompida em Miraí, na Zona da Mata, vai ter de recuperar todos os danos ambientais e ressarcir as vítimas do acidente. Além das indenizações, a mineradora terá de pagar, ainda, R$ 75 milhões de multa aplicada pelo governo de Minas.

Pelo documento, a mineradora é obrigada a encerrar suas atividades, a monitorar a qualidade da água por 90 dias e garantir o abastecimento de água para as cidades atingidas. Além disso, deve apresentar um diagnóstico dos danos ambientais causados pelo rompimento e indenizar todas as vítimas. Para cada item descumprido, a empresa terá de pagar uma multa de R$100 mil por dia de atraso.