Minas tem 144 cidades em emergência por conta das chuvas

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 23 de março de 2011 as 11:36, por: cdb

O Estado de Minas Gerais tem 144 cidades em situação de emergência por conta das chuvas. Os últimos municípios a entrar para a lista foram Andradas e Lavras. De acordo com a Defesa Civil do Estado, chega a 199 o total de cidades afetadas pelos temporais.

Em todo o Estado 1.504.774 pessoas foram afetadas de alguma maneira pelas chuvas. Desde outubro do ano passado, quando começou o período de chuvas em Minas, 4.407 pessoas ficaram desabrigadas e 33.091 desalojadas.

O Estado registou 23 mortes por causa dos temporais e raios. Quase 9 mil casas foram danificadas pelas chuvas, sendo 324 totalmente destruídas.

As cidades que estão em situação de emergência são Anastácio, Dois Irmãos do Buriti, Paranaíba, Aquidauana, Campo Grande, Coxim, São Gabriel do Oeste, Nioaque, Maracaju, Santa Rita do Pardo, Ribas do Rio Pardo, Ivinhema, Bonito, Chapadão do Sul, Sidrolândia, Miranda, Alcinópolis, Rio Verde de Mato Grosso, Nova Alvorada do Sul e Camapuã. Os municípios que aguardam aprovação da decretação são Terrenos, Rio Brilhante, Bandeirantes, Corguinho, Rochedo e Dourados.

Já no Estado de Mato Grosso do Sul, 20 cidades estão em situação de emergência por conta das chuvas. Seis cidades terão o pedido de decretação de situação de emergência analisado pela Defesa Civil.

De acordo com a Defesa Civil, cerca de 135 mil pessoas foram afetadas pelos temporais no Estado. No entanto, apenas Aquidauana e Miranda têm pessoas desabrigadas por conta das chuvas: são 81 ocupando abrigos públicos. Oito municípios têm registro de desalojados, totalizando 402 pessoas.

As cidades que estão em situação de emergência são Anastácio, Dois Irmãos do Buriti, Paranaíba, Aquidauana, Campo Grande, Coxim, São Gabriel do Oeste, Nioaque, Maracaju, Santa Rita do Pardo, Ribas do Rio Pardo, Ivinhema, Bonito, Chapadão do Sul, Sidrolândia, Miranda, Alcinópolis, Rio Verde de Mato Grosso, Nova Alvorada do Sul e Camapuã. Os municípios que aguardam aprovação da decretação são Terrenos, Rio Brilhante, Bandeirantes, Corguinho, Rochedo e Dourados.

O Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (Cptec), do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), informou que há previsão de chuvas fortes no norte de Mato Grosso do Sul, Goiás,  Tocantins, Mato Grosso, Acre, Rondônia, Amazonas, Roraima, Pará, Amapá e em grande parte do Maranhão. Também devem ocorrer chuvas fortes no norte do Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte e no leste da Bahia.

Há possibilidade de chuvas no extremo sul do Rio Grande do Sul, principalmente na fronteira com o Uruguai.  

O Grupo da Previsão de Tempo do Cptec recomenda à população que vive em áreas de risco, como encostas e regiões próximas a rios e córregos, sujeitas a deslizamentos de terra e alagamentos, que entre em contato com a Defesa Civil local para verificar a possibilidade de deslizamentos.