Militares britânicos são sequestrados por rebeldes no Nepal

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 20 de outubro de 2003 as 17:25, por: cdb

Supostos rebeldes maoístas do Nepal seqüestraram dois oficiais do Exército britânico em uma remota região montanhosa, informou um funcionário do governo nepalês.

Os oficiais britânicos viajavam pela região numa tentativa de recrutar jovens nepaleses para a formação de novos soldados ghurkas do Exército da Grã-Bretanha, disse Prem Barayan Sharma, administrador do distrito de Baglung.

Os soldados acamparam na aldeia de Lekhali, cerca de 300 quilômetros a noroeste de Katmandu, quando foram seqüestrados na noite de ontem por um grupo de rebeldes armados que cercou o acampamento, disse ele. Três assistentes nepaleses também foram seqüestrados, disse Sharma.

Em Katmandu, capital nepalesa, a Embaixada da Grã-Bretanha confirmou que uma equipe de cinco ghurkas britânicos não entrava em contato desde ontem, mas não deu detalhes.

Os rebeldes se opõem à participação de nepaleses em exércitos estrangeiros, chamando-os de mercenários. Os ghurkas começaram a trabalhar para a Grã-Bretanha em 1815, na Índia. Com a independência indiana, em 1947, eles passaram a fazer parte do Exército britânico.

Quase 3.600 ghurkas servem atualmente. Em anos recentes, eles participaram de operações militares britânicas na Bósnia, em Kosovo, no Afeganistão e em Serra Leoa.