Microsoft investe R$ 1,6 milhão no combate do contrabando

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 19 de novembro de 2003 as 19:51, por: cdb

A Microsoft investiu R$ 1,6 milhão para criar o portal “PC de Marca” e incentivar as revendas de informática a adotar produtos certificados e com garantia no atendimento às pequenas e médias empresas.

Ao mesmo tempo em que vai coibir o avanço do chamado “mercado cinza” (computadores feitos com peças muitas vezes contrabandeadas), que hoje domina cerca de 80% das vendas de microcomputadores no país, a Microsoft também quer ampliar o uso dos seus softwares no segmento das pequenas e médias.

Segundo Reinaldo Opice, diretor da Microsoft Brasil que nesta quarta-feira apresentou o portal em São Paulo, “as pequenas empresas são hoje as mais desassistidas em termos de tecnologia”. Para conseguir atendê-las, no entanto, com preços competitivos e ao mesmo tempo com retorno, as revendas precisam de condições especiais.

Por isso, a Microsoft reuniu sete fabricantes de microcomputadores que criaram configurações especiais para esse público. A empresa iLogística desenvolveu o portal, cujo acesso é aberto apenas às revendas cadastradas.

O banco Finasa garante o financiamento das máquinas em condições especiais. Segundo Opice, em duas semanas o portal já tem mais de 500 revendas cadastradas. Elas não pagam nada para se associar ao portal e nem tem compromissos de vendas.

– No primeiro ano, estimamos a comercialização de 20 mil microcomputadores, mas o potencial para os próximos anos é muito maior – afirmou.

O executivo acredita que, até o final de 2004, 10 mil revendas estejam participando do projeto.