Microsoft é processada na Califórnia por falhas de segurança

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 3 de outubro de 2003 as 13:19, por: cdb

A advogada Dana Taschner, de Newport Beach, na Califórnia, entrou com acão coletiva, num tribunal de Los Angeles, contra a Microsoft. Ela alega que a supremacia dos sistemas operacionais de Bill Gates tem colocado em risco a segurança de redes de computadores em todo o mundo.

Dana diz ainda que os avisos da Microsoft sobre os bugs de seus softwares são muito complexos, difíceis de serem entendidos por um leigo e que eles abrem caminho para ataques de hackers mal intencionados. A petição prossegue com referências a violação de direitos dos consumidores, na medida em que suas informações confidenciais são passíveis de serem descobertas.

Muitos dos argumentos da advogada foram alvo de denúncias por parte de experts da Associação da Indústria de Computadores, no mês passado. Segundo eles, os vírus Slammer, que surgiu em janeiro, e o MSBlast, que debutou em agosto, propagaram-se graças às brechas existentes em versões do Windows.

Procurados pela imprensa norte-americana, os advogados da Microsoft não quiseram se pronunciar a respeito, pelo menos por enquanto. Mas sabe-se, de antemão, que eles não terão muita dor-de-cabeça, uma vez que nos contratos de licenciamento de seus produtos, lidos por pouquíssimos usuários, a Microsoft colocou cláusulas que a a livram de muitas das acusações feitas por Dana Taschner.