Meio-campo do Vasco deixa hospital depois de cateterismo

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 21 de janeiro de 2005 as 12:38, por: cdb

O volante Ygor, do Vasco, submetido a um cateterismo na última quita-feira, recebeu alta nesta sexta-feira pela manhã e iniciou o processo de recuperação do procedimento médico. O jogador saiu do Hospital Pró-Cardíaco, em Botafogo, por volta das 9h30 desta sexta, 24 horas após ser submetido a um cateterismo para corrirgir um problema cardiovascular detectado durante exames.

O jogador passa bem, e seguiu direto para São Januário, onde ficará sob cuidados dos médicos do clube. Nesta segunda-feira, a mãe do jogador, Claudina, chega ao Rio de Janeiro para fazer companhia ao filho.

Para voltar a fazer exercícios físicos e jogar futebol normalmenrte, Ygor ainda terá que fazer testes para comprovar que está totalmente curado. Horas antes, o médico Eduardo Saad, do Hospital Pró-Cardíaco, confirmou que o problema do volante poderia se tornar mais grave caso não fosse tratado logo.

-Foi realizado um cateterismo diferente do que se faz normalmente. Localizamos o foco causador da arritmia, detectamos um problema elétrico e o corrigimos. Ele tinha um problema congênito. Nasceu com uma via acessória que poderia causar uma espécie de curto-circuito. Esta é a principal causa de morte súbita – disse o médico.

Ygor chegou ao hospital por volta das 7h30. O cateterismo durou cerca de uma hora e meia. Segundo Saad, ocorreu tudo como estava previsto. O médico disse que o problema não é raro. Muitos atletas fazem o exame e acabam descobrindo. No entanto, o fato de ter descoberto a arritmia cedo – Ygor tem apenas 20 anos – pode ter ajudado o jogador.

– É um caso parecido com o do Serginho. Mas, uma vez corrigido, o atleta pode exercer sua profissão normalmente – ao site Terra.

Para voltar a fazer os exercícios físicos a que está acostumado, Ygor ainda terá que fazer testes para comprovar que está totalmente curado. Ele não vai retornar aos gramados em cinco dias, como havia dito na quarta-feira o médico do Vasco, Lídio Toledo.

-A princípio o Ygor está curado. Ele será reavaliado em uma semana, quando fará novo teste ergométrico, e, se tudo correr bem, estará liberado para as atividades físicas – disse o médico Eduardo Saad.