Meia pode quebrar tabu de 20 anos na artilharia do Brasileiro

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 6 de outubro de 2002 as 00:06, por: cdb

Se o sucesso do meia-atacante Rodrigo Fabri perdurar ao longo do Campeonato Brasileiro, o gremista vai interromper uma hegemonia histórica que os atacantes mantêm na artilharia da competição.

Nos Brasileiros pós-Pelé, só dois meio-campistas superaram os avantes e alcançaram a artilharia da competição até hoje: Zico, no Flamengo de 1982, e Pedro Rocha, dez anos antes, pelo São Paulo.

Neste ano, após 15 rodadas, Fabri lidera a artilharia do torneio, com 13 gols _média de 0,86_, três a mais que Dimba, do Gama, e Kléber, do Atlético-PR.

Na corrida dos goleadores pela artilharia do Nacional, quem também se destoa do bolo de atacantes é o lateral Mancine, do Atlético-MG, que já marcou nove vezes.