Médicos de Cingapura tentam separar gêmeas unidas pela cabeça há 28 anos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 2 de junho de 2003 as 02:43, por: cdb

Médicos de Cingapura disseram, nesta segunda-feira, que vão separar, em uma arriscada operação, duas irmãs iranianas que estão unidas pela cabeça há 28 anos.

A equipe médica realizou muitos testes antes de decidir pela operação. Os resultados indicam que é possível separar ambas mulheres.

As iranianas Laleh e Ladan Bijani se submeteram a vários testes desde que chegaram em 22 de novembro a Cingapura com a esperança de que algum dia possam viver separadas.

– Todas as investigações foram estudadas cuidadosamente com muitos especialistas. Acreditamos que a cirurgia é possível – disse Keith Goh, chefe da equipe e cirurgião principal na operação.